Home > Ciência > Trânsitos, eclipses, como quiser chamar…

Trânsitos, eclipses, como quiser chamar…

Todo mundo gosta de eclipses (não o filme lixo, o evento astronômico), e é sempre um grande espetáculo quando acontece um. Mas você sabia que existe um tipo diferente de eclipse, que não é lunar? São os eclipses planetários, também chamados de trânsitos. O primeiro e mais discreto, é o trânsito de Mercúrio que acontece 13 ou 14 vezes a cada século. O último ocorreu em 2006 e o próximo será só em 2016. Devido à distância e ao tamanho de Mercúrio, esse evento é um tanto difícil de ser observado.

Transito de Vênus em 2004

O segundo, e esse sim é bem visível, é o trânsito de Vênus. Ele acontece com uma freqüência meio esquisita: a cada intervalo de 8 anos, se segue um de 121,5, depois mais um de 8 anos para voltar a acontecer 105,5 anos depois. Confuso? Com a cronologia dos últimos trânsitos fica mais fácil de entender: um aconteceu em 1631, depois em 1639, 1761, 1769, 1874, 1882 e 2004. Bem raro. E como a matemática não mente (2004 + 8 = 2012), esse ano tem trânsito novamente!

Mapa simples da visibilidade do trânsito de Vênus.

Ele será totalmente visível no Japão, Alasca, partes da Rússia, China, Oceania, Austrália, Canadá e outros países no Pacifico. Com visualização parcial estão os Estados Unidos,  Ásia, um pouco da Europa, África e América Central e do Sul, incluindo o Brasil, onde está localizado – ou não – o Acre.

Michael Zeiler do site www.eclipse-maps.com criou um mapa bem detalhado de onde e como o trânsito será visível, que eu e Fernado Schuh traduzimos. A versão completa em português você pode ver aqui.

Não sei se temos leitores no Acre, Roraima ou Amazonas (Google Analytics, me ajuda!!), mas se você é daí, conhece alguem que mora ou vai viajar prá lá ou pro resto do mundo onde estiver visível, faça um esforço para visualizar esse fenomêno no dia 05 ou 06/06/12, dependendo de onde você estiver, e faça um comentário aqui no blog contando como foi.

“Mas Heverton, como faço pra ver Vênus contra o Sol???” – Do mesmo jeito que vemos um eclipse comum: Com material adequado pra não prejuicar a visão. Existem óculos de eclipse, funis solares, chapa de raio-x telescópios com filtro e até a NASA vai fazer uma transimissão ao vivo pra quem não coneguir ver.

Quando o trânsito acontecer em junho, eu farei um novo post e colocarei as fotos mais legais do evento pra vocês. Enquanto isso, olhem esse video de 2004:

http://www.youtube.com/watch?v=mTqT5pk9vTM

, , , , , , ,

Comments (Close):6

Leave a Reply
  1. Leandro 12/03/22

    A frequência dos eclipses torna o fenômeno ainda mais raro. Quem ver esse ano, não vai ver o próximo. (só o Oscar Niemeyer)

  2. Minea Nunes 12/03/22

    Ah, que pena! Vou ter que ver pela internet mais esse evento. ;/

  3. hellen 12/03/23

    Sou fascinada por eclipses! Se não me engano em 2007 houve um eclipse parcial do Sol. Vi durante uma aula de geografia( arrastei a professora junto, que até chorou 0.0) ehauheaue

    • Leandro 12/03/23

      A professora até chorou? O que você fez com ela?

    • Heverton Freitas 12/03/23

      Me lembro que entre 95 e 99 teve um eclipse solar quando estava na hora da soneca na creche em que eu ficava lá em Americana – SP. Eu sei que na hora me deu medo, pois tava de noite de dia(???), mas como eu era muito pequeno, nem entendi direito o fenômeno. E vai demorar pra acontecer um eclipse total aqui por nossas bandas…

      • hellen 12/03/24

        em 93 teve um eclipse total aqui em Umuarama…

TOP
Plugin dos mesmos criadores deBrindes :: More at PlulzWordpress Plugins